Cinco erros que mataram a apresentação de um executivo!

Cinco erros que mataram a apresentação de um executivo!

18 de maio de 2017

 

Erros

Eu como especialista em comunicação assertiva da Smartalk sou convidado, com frequência, para participar de eventos onde grandes nomes se apresentam para falar de suas ideias e negócios. É uma incrível oportunidade de aprendizado e um excelente laboratório para nossa equipe de desenvolvimento de conteúdo, design e performance. Afinal, ao assistir esses palestrantes, celebridades e executivos gostamos de avaliar como eles se preparam e fazem suas apresentações. Esses espaços também servem para observar a reação do público diante dessas apresentações, estejam elas bem formatadas ou não.

Recentemente, eu como especialista em comunicação assertiva e responsável por preparar a performance de nossos clientes para eventos como esses, fui convidado a participar de um grande evento empresarial em que palestraram grandes nomes do empresariado mundial. Foi momento rico para o público formado essencialmente por executivos e diretores de empresas para aprender com os cases que seriam apresentados.

Durante uma dessas palestras havia uma expectativa enorme em relação a  fala de um dos executivos convidados. Ele representava uma multinacional gigantesca que tinha grandes cases de sucesso. Porém, a medida que ele começou a se apresentar percebi como o público foi, aos poucos, perdendo o interesse no que ele falava. Não porque o conteúdo dele não era interessante. Ao contrário, mas porque a forma como ele planejou e conduziu sua apresentação e os tropeços na performance dele durante a sua palestra provocaram essa desinteresse do público. Foi, então, que pensei como erros simples como os que ele cometeu podem prejudicar a credibilidade de tudo que ele defende no palco. E mais: se o objetivo dele era deixar algum tipo de mensagem para que o público pudesse executar, certamente, não foi atingido.

Por isso decidi listar aqui alguns desses erros para que você compreenda como eles também podem afetar a sua próxima apresentação:

  • Slide que fala demais!

Esse é um erro muito comum quando não há um bom planejamento de conteúdo sobre o que vai ser falado e mostrado ao público. No caso desse executivo, apesar de seus slides terem sido criados pela sua equipe de comunicação, eles estavam extremamente poluídos com uma quantidade enorme de informação e, quase todas, ilegíveis.

Ao colocar muita informação nos seus slides você obriga o público a dividir atenção dele entre o que esta sendo projetado e o que você esta falando. No fim das contas, o público não vai conseguir assimilar nem uma coisa nem outra. Encher de números, gráficos, tabelas pode parecer, em um primeiro momento que você esta entregando muito conteúdo para a plateia. Isso é um erro! Porque as pessoas não guardam números.

Mas se você precisar falar alguns números, gráficos ou tabelas em algum momento da sua apresentação, então, nos temos o jeito certo pra fazer isso. Até criamos um template para te ajudar nessa tarefa.

http://marketing.smartalk.com.br/ebook-infografico

http://www.smartalk.com.br/apresentacao-de-dados-5-dicas-infaliveis/

 

  • Mono tom na fala

Foi curioso observar como o público que assistia a palestra daquele executivo foi perdendo o interesse por ele. O motivo, além de alguns outros erros que foram aparecendo ao longo da palestra, estava no ritmo e na variação da voz dele enquanto falava.

O cérebro humano foi concebido para economizar energia. É da natureza humana. Por isso, ele é programado para identificar padrões para gerar essa economia de energia. E o que isso tem a ver com o tom de voz daquele executivo? Tudo! Porque quando o cérebro identifica esse padrão e percebe que é algo que não vai gerar nenhum tipo de ameaça, ele automaticamente faz com que a nossa atenção seja desligada para economizar energia.

E é isso que ocorre com o padrão de voz daquele executivo que assisti. Ele falava sempre em um mesmo ritmo, sem nenhuma variação na velocidade e tom da voz. Ele deu todos os sinais para o cérebro das pessoas que o assistiam para que eles se desconectassem dele e passassem a prestar atenção em outra coisa. No caso o celular.

Procure imprimir diferentes ritmos a sua fala. Trabalhe seu tom de voz de maneira em que haja uma variação dela reforçando alguns trechos da sua mensagem. Lembre-se: o cérebro gosta de surpresas!

Para te ajudar separei um material que publicamos nosso blog e que vai te ajudar a entender melhor esse recurso.

http://www.smartalk.com.br/qual-a-importancia-do-tom-de-voz-certo-para-vender-suas-ideias/

  • Não criou expectativa ao revelar dados surpreendentes

Se você tem informações surpreendentes para contar ao público não jogue-as ao vento. Enquanto o executivo falava citou um dado que para o público foi revelador, mas ele contou aquilo de uma maneira tão fria que nem respeitou a surpresa da plateia ao soltar um sonoro “ohhhh”. Ele continuou falando como se aquilo fosse a coisa mais normal do mundo.

Quando você planeja uma apresentação e pensa em um conteúdo estratégico para ela, você organiza as informações de tal maneira para que o público se surpreenda de verdade. E para que isso aconteça com sucesso você precisa criar uma espécie de clímax com ritmo da sua voz e com o uso da pausa a seu favor.

Algumas pessoas com quem converso dizem que tem muita dificuldade de usar a pausa em uma apresentação porque acreditam que precisam preencher todo e qualquer espaço vazio da fala com alguma coisa. Outras dizem que se sentem incomodadas em usar a pausa porque sentem que interromper a fala por no máximo 2 segundos parece uma eternidade. De fato para quem está falando e não sabe usar o recurso da pausa é uma eternidade. A boa notícia é que para o plateia não é uma eternidade. Fica mais interessante e rica a forma como conduz sua apresentação quando usa a pausa para gerar expectativa. E quando revelar um dado surpreendente e o público ficar surpreso , então, use a pausa novamente e sinta o poder que uma técnica como essa empodera o apresentador enquanto aquela informação ecoa entre as pessoas que estão te assistindo.

Um bom recurso para revelar essa informação é usar a técnica do storytelling e para isso separei um ótimo material que criamos sobre esse assunto:

http://marketing.smartalk.com.br/template_roteiros_storytelling

  • Falta de controle do tempo

Esse foi o erro que mais me incomodou ao assistir aquele renomado executivo. Quando ele percebeu que tudo que queria falar não daria dentro do tempo que tinham dado a ele, o empresário começou a pular os slides, a pedir desculpas e pior: começou a fazer anúncios  do que iria falar, exibia rapidamente o slide sobre o assunto e passava adiante deixando o público a espera do tema. Não há nada pior em termos de apresentação do que fazer isso. É uma total desrespeito com o público que pagou para assisti-lo e demonstra uma completa falta de preparo e planejamento do que vai mostrar e falar durante uma apresentação.

Quem é fã do Cirque du Soleil como eu e já assistiu a um espetáculo deles vai entender o que vou dizer: imagine, se uma apresentação daqueles fantásticos artistas fosse feita sem planejamento e preparo? Jamais seria o show genial que é. Concorda? Com a sua apresentação é a mesma coisa!

Eu separei algumas outras dicas para você criar o roteiro de uma apresentação.

http://www.smartalk.com.br/4-dicas-para-criar-um-bom-roteiro-de-apresentacao/

 

  • Encerre com um propósito

Depois de perceber tantos erros na apresentação daquele renomado executivo, eu já estava aflito para ver como ele iria encerrar aquela palestra. E, novamente, ele deu o tropeção final. Encerrou com a frase

– “Então é isso aí, pessoal. Muito obrigado”.

Certamente, alguém pode achar que esse encerramento não tem nada de errado. Mas tem! Adotar frases como essa significam algo como, por exemplo: o que eu tinha pra dizer é isso aí e façam com esse conteúdo o que bem quiserem.

Toda apresentação tem que ter um objetivo. E com base nesse objetivo você traça o que você quer que o público faça com o que você disse ao final dela. Se a intenção é gerar algum tipo de provocação encerre resumindo o que você falou com uma provocação. Se a intenção é fazer com a plateia compre a sua ideia ou produto ao final da apresentação então fale algo que leve seu público a agir. Porém, jamais diga a eles algo como fez o executivo que assisti. Você é como um mentor para as pessoas que estão te assistindo. É você que aponta o caminho para elas.

Veja este guia para uma apresentação de sucesso. Acho que ele pode te ajudar!

http://marketing.smartalk.com.br/ebook-guia-definitivo-apresentacao-impacto

mais vistos


Assumir Erros Ajuda Amenizar Crise de Imagem nas Empresas

Ler mais
Como se preparar para uma entrevista?

Ler mais
Por que investir em comunicação em tempos de crise?

Ler mais
A importância da comunicação nas empresas

Ler mais

contatos

Telefone

(31) 99626-9392 / 3492-4495

E-mail

contato@eloioliveira.com.br